Curiosidades, Informativo

Uma picada desse carrapato e você se tornará vegetariano

Nós gostamos de acreditar que não existe um organismo ruim, que toda criatura deve ter seu lugar no mundo. Mas esses carrapatos levaram essa tarefa a um outro nível. Que a doença de Lyme é realmente ruim já é algo notório mas quem diria que esses pequenos parasitas poderiam justamente trabalhar em favor de uma causa tão nobre quanto a vegana é algo que realmente me surpreendeu. Cientistas dizem agora que alguns carrapatos carregam um patógeno que causa uma alergia súbita e perigosa à carne. Sim, carne.

O carrapato Lone Star (Amblyomma americanum) parece ter sua como marca, uma cabeça minúscula e uma grande gordura atrás, exceto que a fêmea adulta tem um ponto em forma de estrela nas suas costas, portanto, o nome.

Ao contrário de outros carrapatos americanos, a Lone Star se alimenta de seres humanos em todas as fases do seu ciclo de vida. Mesmo as larvas querem nosso sangue. Você não pode obter a doença de Lyme do carrapato Lone Star, mas você pode obter algo ainda mais misterioso: a incapacidade de consumir com segurança um cheeseburger com bacon. O que pode ser trágico para alguns, para nós vegans é redundante e de certa forma até esperançoso – como faz para soltar alguns desses carrapatinhos para picar alguns por aqui? =P

“A coisa estranha sobre esta reação é que pode ocorrer dentro de três a 10 ou 12 horas, então os pacientes não tem ideia do que provocou suas reações alérgicas”, disse o alergista Ronald Saff, da Faculdade de Medicina da Universidade Estadual da Florida, ao Business Insider.

O que os induziu foi STARI, ou doença de erupção cutânea associada ao carrapato do sul (EUA). Pessoas com STARI podem desenvolver uma erupção cutânea circular como a comumente observada na doença de Lyme. Eles podem sentir-se doloridos, cansados ​​e febris. E sua próxima refeição poderia torná-los muito, muito doente.

Saff agora vê pelo menos um paciente por semana com STARI e uma sensibilidade à molécula de açúcar alfa-galactose, encontrada na carne vermelha —bifes, porco, cordeiro, coelho — e em alguns produtos do dia a dia, como laticínios. Geralmente, quando encontrada em alguma comida, ela é digerida sem problemas, mas quando introduzida pelo parasita ela é tida como uma ameaça. Várias horas depois de comer, os sistemas imunológicos dos pacientes reagem de forma exagerada, com sintomas que variam de uma erupção com coceira ao inchaço da garganta. Quanto mais uma pessoa é picada, mais provável é que eles desenvolverão essa alergia.

Ainda há muito a se estudar sobre a sensibilidade à alfa-galactose. As reações são tratadas com anti-histamínicos ou, nos casos mais graves, epinefrina. Os anticorpos parecem diminuir com o tempo, mas especialistas ainda não sabem se a alergia passa com o tempo. Os cientistas não sabem por que acontece, como tratá-lo, ou se é permanente, porém se não passar, os carrapatos terão conseguido o que as recomendações médicas e os amigos veganos sempre tentaram: fazer você deixar de comer carne. Bem… estamos à procura desses amiguinhos para soltá-los por aí, mas se você já é vegan não tem com o que se preocupar. =P

Fonte: Mental Floss

Anterior Próxima

You Might Also Like

Seja o primeiro a comentar isso

Deixe seu comentário