Arte, Veganismo

The Game Changers – o novo filme de James Cameron sobre atletas veganos

Se você pensou que o documentário What The Health motivou uma crescente busca pelo tema “veganismo” no ano passado, prepare-se para um pico de proporções épicas quando The Game Changers for lançado – ainda este ano.

Este filme é certo para chamar a atenção da população em geral e mudar a forma como as pessoas pensam sobre os alimentos. O mito de que “carne é força”, bem como a “carne ajuda ao desempenho atlético” será desconstruído pelos principais cientistas, demonstrando claramente que, de fato, o oposto exato é verdadeiro.

Este novo filme conterá trechos do documentário What The Health, porém na sua grande maioria será abordando a rotina dos fitness mais inspiradores que você já viu. Então, prepare-se para suar no sofá!

The Game Changers estreou no Festival de Cinema de Sundance em 19 de janeiro e apresenta atletas de topo como Patrik Baboumian, o atleta olímpico Kendrick James Farris, o surfista campeão Tia Blanco e o ultramarathoner Scott Jurek. Para não mencionar, também estrelas especiais, soldados, cientistas e ícones culturais, como Arnold Schwarzenegger.

Dirigido por Louie Psihoyos e com produção executiva de James Cameron, The Game Changers conta a história de James Wilks veja aqui sua biografia no wikipedia – treinador das forças especiais de elite e vencedor do The Ultimate Fighter – enquanto viaja pelo mundo em busca da verdade por trás do mito mais perigoso do mundo: que carne é necessária para proteínas, força e ótima saúde. Conhecendo atletas de elite, soldados de operações especiais, cientistas visionários, ícones culturais e heróis cotidianos, o que James descobre permanentemente altera sua relação com a comida e sua definição de força verdadeira.

Como o documentário aborda, da mesma forma que a proteína é uma parte importante de qualquer dieta, a principal questão é a qualidade da proteína que você está comendo. De grãos e leguminosas passando até mesmo por carnes feitas à base de plantas, o que uma dieta vegana não tem é escassez de proteína – isso sem levar em conta a quantidade de suplementos e alimentos em pó altamente proteicos à base de plantas no mercado para ajudar um atleta a prosperar.

O próprio Arnold Schwarzenegger participa e comenta no filme, que quando era um fisiculturista, comia bifes em cada refeição e consumia regularmente dezenas de ovos – porém o filme desafia e questiona, isso é realmente benéfico para a saúde e o desempenho de um atleta (ou melhor, a saúde de alguém)? Puxando do exemplo dos Gladiadores romanos, que seguiram uma dieta vegetariana, os cineastas mergulharam em uma série de noções preconcebidas sobre desempenho de carne e atletismo, indo além de apenas proteínas e quebrando a ciência do que realmente alimenta seu corpo melhor por longo prazo , desempenho sustentado.

The Game Changers coloca os atletas de elite de alimentação estritamente vegetariana – como o medalhista olímpico de ciclismo rápido Dotsie Bausch, o corredor de resistência Scott Jurek e o homem forte carismático Patrik Baboumian – no centro das atenções, com imagens de musculação fascinantes que farão você procurar novamente dentro de seu armário pelos seus equipamentos e roupas de ginástica. Naturalmente, o filme é apoiado por evidências científicas de que uma dieta vegana realmente lhe dá uma vantagem para alcançar o melhor desempenho físico.

James Wilks é a prova de que podemos ser veganos e fortes

Wilks tem sido um vegano franco, e ele explicou por que ele fez a transição neste vídeo do YouTube.

Louis Psihoyos foi conhecido por criar filmes que capturam belas imagens da natureza e contam histórias fortes e oportunas sobre o meio ambiente.

Ele disse à revista Boulder: “Eu digo à equipe que não estamos fazendo filmes, estamos começando movimentos e os movimentos não terminam até o problema terminar”.
O movimento por trás do The Game Changers parece ser o movimento vegano em andamento. James Cameron prometeu que “irá desmantelar sistematicamente o mito da proteína”.

Com a agricultura animal sendo uma das principais causas de destruição ambiental que ainda não é atendida, há uma forte necessidade de maior conscientização entre ativistas ambientais e outros.

“O cara mais forte do mundo é um vegano. O cara mais rápido do mundo, Carl Lewis, foi o primeiro a romper 10 segundos, e ele fez isso quando ele era um vegano. Estamos tentando dissipar o mito de que você precisa de proteína de animais para se tornar um homem real “, observou Psihoyos.

Talvez o mais importante, The Game Changers não se esquiva de discutir a indústria destrutiva de agricultura animal. E não estamos apenas falando sobre o impacto na saúde pessoal e na doença. A agricultura animal já cobre mais de 45% da massa terrestre mundial, usa a maioria dos recursos hídricos finitos de água doce e é responsável pela poluição do ar e da água desenfreada – sem mencionar a maior fonte singular de emissões globais de gases de efeito estufa. A pesquisa da Universidade de Oxford calcula que se as proteínas animais foram cortadas inteiramente de dietas globais, US$ 1,5 trilhão seria economizado em saúde e custos ambientais até 2050. Se houvesse uma mudança para dietas baseadas em plantas em 2050, US$ 600 bilhões em danos climáticos e US$ 1 trilhão nos custos de saúde poderiam ser salvos.

Se você ainda tem duvidas sobre o poder de uma dieta baseada em plantas, esse documentário é para você. Confira o site The Game Changers para se manter atualizado nas exibições. Você definitivamente vai querer juntar todos os seus amigos e familiares e levá-los para ver esse filme de abertura de olhos!

Ficou interessado? Visite também o website do filme e tenha mais informações

Referências:

One Green Planet
Plant Based News
LiveKindly
Rise of Vegan

Anterior

You Might Also Like